Mistérios do Balaio e Capituva

cidade5.jpg

Cruz das Caveiras

Este local é envolvido por uma lenda muito antiga. Três jovens teriam sido atacados pelo terrível monstro da Lagoa do Minhocão (atual ETE FMC) e fugido para estas bandas. Muitos anos depois, moradores da Capituva, ao erigir um cruzeiro e construir uma capelinha dedicada à Nossa Senhora, encontraram três caveiras em meio às ossadas, todas no mesmo lugar. Junto delas, havia uma tira de couro com a história contada em detalhes. Surgira a lenda da Cruz das Caveiras. 

CruzdasCaveiras.jpg
 

A lenda da Mulher do Balaio

Ali na baixada, onde havia mais casas do que serra, costumava aparecer, principalmente nas noites brumosas, uma mulher de vestido longo e com um balaio de roupas na cabeça. Espalharam-se em grupos, a fim de cercá-la com três homens à sua frente, três à direita, três à esquerda e outros três atrás. Ao todo eram doze pessoas para uma só assombração. Vendo-se atacada de todos os lados, reagiu e surrou, um por um, os doze homens que a perseguiam. O mais surpreendente foi que ninguém viu o rosto da mulher, mas todos apanharam como cães, dando origem ao nome do bairro.

A lenda da terrível Mulher do Balaio.jpg