Artistas de Santa Rita do Sapucaí

Décio Romero Júnior (o Buga)

Aluno do lendário músico, Antônio Anézio Felipe (Tonico), Buga já se apresentou com artistas como Emicida (tendo participado do espetáculo e documentário AmarElo, gravado no Teatro Municipal de São Paulo), excursiou com o grupo Racionais Mc´s e com outros nomes da música brasileira. Genial no improviso, próprio do Jazz, Buga teve sua trajetória apresentada, recentemente, no documentário “O outro lado do Vale”. Vive em São Paulo.

Antônio Anézio Felipe (Tonico)

Antônio Anézio Felipe, o Tonico, é um dos maiores músicos de Santa Rita do Sapucaí. Também é considerado uma das pessoas mais amadas e respeitadas de nossa comunidade. Em sua mocidade, realizou lendárias apresentações na Associação José do Patrocínio, no Centro Operário, nas Comemorações do dia 13 de Maio, nos inesquecíveis desfiles de carnaval e também nas fanfarras de sete de setembro. Diversos músicos locais, alguns deles reconhecidos nacionalmente, foram seus aprendizes. Tonico deu voz à versão atual do hino do Bloco dos Democráticos.

Diego Dais

Grafiteiro, compositor e “Stencialista”, Dais possui centenas de obras espalhadas pela cidade. Tais intervenções estão, atualmente, mapeadas por meios digitais e trazem uma grande abrangência artística, cultural e crítica ao município. Além de seus trabalhos em grafite e stencil, outros artistas também tiveram a oportunidade de realizar intervenções neste local.

Ândrea Falsarella

Ândrea Falsarella é a experiente e talentosa professora, coreógrafa e bailarina à frente da Academia de Dança que empresta o seu nome. Em parceria com a sua filha, Mayara Falsarella,  centenas de jovens aprendem a arte da dança neste espaço que projeta bailarinos e bailarinas para todo o mundo. Não raramente, talentos despertados pela Academia Ândrea Falsarella são enviados para apresentações no exterior ou admitidos no Ballet Bolshoi. Membro da Academia Santa-ritense de Letras, Ciências e Artes de Santa Rita do Sapucaí, Ândrea é um patrimônio vivo de Santa Rita do Sapucaí e suas apresentações anuais são sempre muito concorridas.

Ândrea Falsarella
Ândrea Falsarella

press to zoom
Alunos da Academia
Alunos da Academia

press to zoom
Espetáculo anual da Academia Ândrea Falsarella
Espetáculo anual da Academia Ândrea Falsarella

press to zoom
Ândrea Falsarella
Ândrea Falsarella

press to zoom
1/5

Luzia Gervásio

Dançarina, cantora, atriz e produtora cultural, participou de um filme com Ronda Flemming e Rossano Brazzi, atuou na peça “Soraia Posto 2”, de Pedro Bloch, além de trabalhar em “Malu, a história de uma estrela”, de Nilton Santos. Em 1975, integrou um grupo de Haroldo Costa, quando teve a oportunidade de visitar diversos países da América Latina. Amiga de Pelé, foi presenteada com um violão pelo Rei do Futebol. Ao integrar o grupo “Sambão e Sinhá” gravou diversos discos. Quando se mudou para Santa Rita, produziu vários projetos culturais.

Luzia no lançamento do disco Sambão & Sinhá
Luzia no lançamento do disco Sambão & Sinhá

press to zoom
Luzia com o Santos de Pelé
Luzia com o Santos de Pelé

press to zoom
Luzia e Rogéria, em Costa Rica
Luzia e Rogéria, em Costa Rica

press to zoom
Luzia no lançamento do disco Sambão & Sinhá
Luzia no lançamento do disco Sambão & Sinhá

press to zoom
1/4
 
 
 
 
 
Negros de Sinhá - Voz de Luzia Gervásio.Artist Name
00:00 / 02:54

Nossas bandas de música

Em 1892, o prefeito Joaquim Carneiro de Paiva (Cel. Joaquim Neto) era líder de um partido político cujos afiliados eram chamados de “Gafanhotos” e, para animar os comícios, patrocinava a “A Banda do Barbosa”. Com o surgimento de uma nova corporação musical, chamada “Lira Nova Aurora”, o partido oponente, das “Baratas”, também ofereceu apoio. Aquilo virou uma guerra... Quase na mesma época, surgiu a “Lira Tiradentes”. Já a “Lira Nova Aurora”, passou a se chamar “Lira São José” e, em seguida, “Lira Santarritense”. Depois de muitas idas e vindas, nossa banda remanescente foi denominada “Lira Santa Rita” e atua até os dias de hoje.

Lira Santarritense
Lira Santarritense

press to zoom
A Banda do Maestro Augusto Telles
A Banda do Maestro Augusto Telles

press to zoom
Lira Santarritense
Lira Santarritense

press to zoom
1/2
 
 

Marcela Duarte, Miss Minas Gerais e atriz em Hollywood

Nesta residência, viveu a atriz, modelo e Miss, Marcela Duarte Fonseca. Dentre outros feitos, a santa-ritense participou de diversos filmes em Hollywood, como “Lanterna Verde” e “Improv Everywhere Originals”. Marcela iniciou sua carreira em 2003, quando foi eleita Miss Santa Rita. Em seguida, foi eleita Miss Terras Altas da Mantiqueira 2004, Miss Férias MG 2005, Miss Ervália 2006, Miss Minas Gerais 2006, Miss Mundo Universitária 2006 e Miss Intercontinental 2007. Atualmente, vive em San Antonio, no Texas.

Marcela atua no filme Lanterna Verde, em Hollywood
Marcela atua no filme Lanterna Verde, em Hollywood

press to zoom
Capa de revista americana
Capa de revista americana

press to zoom
Marcela atua no filme Lanterna Verde, em Hollywood
Marcela atua no filme Lanterna Verde, em Hollywood

press to zoom
1/2

A primeira banda de música de Santa Rita

Em 1893, chegou a  Santa Rita um circo de cavalinhos. Apaixonado por música, Joaquim Carneiro de Abreu, conhecido como Quincas Neto, frequentava o  circo para ver a banda que lá tocava. Sabendo que o circo ficaria 8 meses na cidade, Quincas propôs ao senhor Barbosa, pistonista da banda, que abrisse uma escola de música. Quincas foi seu primeiro aluno. Quando terminou a temporada circense, Barbosa deixou que o circo partisse e criou a primeira banda da cidade - “A Banda do Barbosa”.

A primeira banda de Santa Rita do Sapucaí
A primeira banda de Santa Rita do Sapucaí

press to zoom
A primeira banda de Santa Rita do Sapucaí
A primeira banda de Santa Rita do Sapucaí

press to zoom
1/1
 

Vitória, a bailarina dos braços invisíveis

Vitória Bueno é uma promissora bailarina santa-ritense que se transformou em inspiração e motivação para pessoas de diversas partes do mundo. Nascida sem os dois braços, fez do que poderia ser um obstáculo, grande diferencial no mundo da dança. Desde que ingressou na Academia de Dança Ândrea Falsarella, quando tinha apenas 5 anos, Vitória vem se tornando uma grande bailarina, obtendo destaque em veículos de comunicação de diversos países. Atualmente, é conhecida como “Bailarina dos braços invisíveis”.

 

Brandani, a arte e as abelhas

José Mauro Brandani Tenório é natural de Cruzeiro do Oeste, cidade conhecida como “A abelha laboriosa do Paraná” e que ostenta o inseto em seu brasão. Nascido em uma família de músicos, foi nas artes plásticas que se tornou conhecido. Brandani descobriu, na organização das abelhas, um conceito rico para se expressar. A escolha foi influenciada pela riqueza plástica, pelas cores e pela inteligência da espécie. Em uma visita de Ziraldo a Santa Rita, o escritor e cartunista esteve na casa do “Pintor das Abelhas”. Na ocasião, o autor de “O menino Maluquinho” autografou uma tela branca e Brandani pintou ao redor.

Brandani apresenta obra feita em parceria com Ziraldo
Brandani apresenta obra feita em parceria com Ziraldo

press to zoom
Brandani, em exposição no Paraná
Brandani, em exposição no Paraná

press to zoom
Ziraldo visita Brandani
Ziraldo visita Brandani

press to zoom
Brandani apresenta obra feita em parceria com Ziraldo
Brandani apresenta obra feita em parceria com Ziraldo

press to zoom
1/4